Inspeção de segurança

A inspeção de segurança consiste na observação cuidadosa dos ambientes de trabalho, a fim de identificar riscos que podem se transformar em causas de acidentes. Ela propõe também medidas que impeçam tais riscos e, quando repetidas, favorecem a formação e o fortalecimento do espírito prevencionista que os empregados precisam ter, servindo de exemplo para que eles próprios exerçam controles de segurança em suas atividades. Outro benefício das inspeções é que elas proporcionam uma cooperação mais aprofundada entre os Serviços Especializados e CIPA’s e os diversos setores da empresa, dando aos empregados a certeza de que a direção da empresa e o poder público (no caso das inspeções oficiais) têm interesse na segurança do trabalho. Para que as ocorrências sejam reduzidas sensivelmente, é fundamental que as inspeções sejam feitas periodicamente.

Condições inseguras

Problemas de iluminação, ruídos e trepidações em excesso, falta de protetores em partes móveis de máquinas e nos pontos de operação, falta de limpeza e de ordem, passagens obstruídas, pisos escorregadios ou esburacados, escadas entre pavimentos sem proteções, condições sanitárias insatisfatórias, ventilação deficiente ou imprópria, ferramentas desarrumadas, ferramentas defeituosas, substâncias altamente inflamáveis em quantidade excessivas, má distribuição de máquinas e equipamentos, condutores de eletricidade com revestimento estragado, roupas muito largas, colares, anéis, cabelos soltos em operações com máquinas de engrenagens móveis, calçados impróprio, trânsito perigoso de material rodante, calor excessivo, resíduos inflamáveis acumulados.

Atos Inseguros

Atos imprudentes, inutilização, desmontagem ou desativação de proteções de máquinas, recusa de utilização de equipamento individual de proteção, operação de máquinas e equipamentos sem habilitação e sem treino, operação de máquinas em velocidade excessiva, brincadeira, posição inadequada no trabalho, levantamento de cargas com utilização inadequada dos músculos, transporte manual de cargas sem ter visão do caminho, permanência debaixo de guindastes e de cargas que podem cair, uso de fusíveis fora de especificação, fumar em locais onde há perigo de fogo, correr por entre máquinas ou em corredores e escadas, alterar o uso de ferramentas, atirar ferramentas ou materiais para os companheiros e muitos outros.

A presença de representantes da CIPA nas inspeções de segurança é sempre recomendável, pois a assimilação de conhecimentos cada vez mais amplos sobre as questões de segurança e higiene e da medicina do trabalho vai tornar mais produtivo e mais completo o trabalho educativo que a comissão desenvolve. Além disso, a renovação dos membros da CIPA faz com que um número sempre maior de empregados passe a aprofundar os conhecimentos exigidos para a solução dos problemas relativos a acidentes e doenças do trabalho.

Cleber Eduardo Sandins Serra
Engenheiro Ambiental Pós-graduado em segurança do trabalho da empresa Diler Assessoria e Consultoria em Medicina Ocupacional -.
Tel. 11.3262.0932
Site: www.dilermed.com.br

 

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *