O preço

Oito a cada 10 moteleiros têm os preços como o calcanhar de Aquiles em seu motel. Minha hora está baixa. Meu custo está elevado. O concorrente baixou o preço. Não consigo aumentar meu tíquete. Esses são relatos no dia a dia moteleiro.

Preço é fundamental no motel. Aliás, é fundamental em qualquer negócio. Sem preço, não há lucro. Sem lucro, não há empresa. O primeiro ponto é que preço é diferente de valor. Preço é o que o cliente paga. Valor é o que você entrega. É como o cliente percebe teu serviço.

Quanto mais valor você gera, mais fácil é fazer mudanças no preço. O serviço que você está prestando está adequado ao preço que você cobra? O segundo ponto é como fixar o preço ideal. Como regra, na hora de fixar os preços, eu parto das seguintes premissas:

  1. Preços praticados no mercado local e na concorrência
  2. Demanda e meta de lucratividade esperada pelo motel
  3. Valor gerado ao cliente e reputação do motel
  4. Características e posicionamento dentro do mercado
  5. Portfólio de suítes e estruturação das categorias, buscando uma coerência

Lembre-se de que preço é diferente de período. Na maioria das vezes, o foco do cliente é no período, e não no preço. O erro é tentar justificar o preço pelo período mais longo. Não recomendo esse caminho.

Por fim, uma dica de ouro é ter uma estratégia de preço de entrada. Em motéis econômicos e de médio padrão, essa é uma excelente mudança no portfólio: cerca de 10% das suítes simples com preço mais atrativo.

Conteúdo só é útil colocando em prática. Então agora é a hora de pararmos e analisarmos os preços do seu motel. Mãos à obra!

 

Vinicius Roveda

Diretor-geral da Zeax Motéis, empresa especializada em administração, consultoria e franquia de motéis

Atua com as marcas Zaya e Drops Motéis

Tel: 11 4506-3179  – www.zeaxmoteis.com.br / vinicius@zeaxmoteis.com.br

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *