Objetivo: motivação

Comece hoje mesmo a entender o que move a sua vida

Eu sempre digo que a vida é como uma montanha de neve: se você estiver no topo, fizer uma bolinha e deixá-la rolar até a base, lá embaixo ela será uma bola imensa. E aí resta saber se você a empurrou para as coisas boas ou para as ruins. Como assim?

A gente sempre escuta dizer “Estou numa avalanche de coisas chatas acontecendo na minha vida: meu carro quebrou, perdi o emprego, meu filho está doente…”. Ou então: “Nossa! Não sei o que está acontecendo, mas tive um monte de coisas boas essa semana, fui promovido, consegui clientes novos, meu filho passou no vestibular…”

Agora, eu pergunto: como estamos olhando nossas vidas? Que tipo de motivação temos para levantar todos os dias e fazermos o que tem que ser feito? E o que tem que ser feito, tem a ver com o que eu sonhei para minha vida? Não? Por quê?

Precisamos nos questionar frequentemente se estamos no caminho de nossos sonhos, que devem ser desenhados para diversas áreas de nossas vidas.

É lógico que os sonhos materiais são os mais fáceis de identificarmos, mas e os outros? Que tal um sonho físico: “quero parar de fumar!” ou um sonho emocional: “quero ajudar meus filhos a identificarem os seus sonhos e lutarem por isso!”. Ou ainda um sonho intelectual: “quero aprender italiano!”.

São tantas áreas na nossa vida… Você ainda pode ter um sonho espiritual, psicológico, financeiro, profissional, de aventura, voltado para sua criatividade e até um sonho de desenvolvimento de caráter.

Se pararmos, pegarmos um papel e escrevermos pelo menos um sonho para cada uma dessas ou de outras áreas, veremos que não precisaremos mais falar sobre motivação. Ela já vai estar dentro de nós. Nossas atividades diárias passarão a ter sentido, porque sempre haverá algum objetivo por trás delas.

Motivação não é exatamente aquilo que faz com que eu me movimente? Que dá o motivo para a ação? Então, o primeiro passo é ter a lista. Depois, identifique o que precisa ser feito para atingir os seus sonhos e em seguida, comece! Tenha pressa, mas não seja afoito. Saiba medir o tempo adequado. Seja paciente, mas não passivo. Dessa forma, você vai garantir sua trajetória sempre no caminho certo: o da conquista.

Uma frase atribuída por muitos a Dalai Lama e por outros a Gandhi diz que só há dois dias no ano que você não pode fazer nada por você: ontem e amanhã. Aproveite hoje para começar!

Teresa Campos Salles, diretora da TECS Consultoria e Desenvolvimento é formada em Administração de Empresas, com especialização em Desenvolvimento Humano e em Gestão por Competências.
teresa.salles@tecsconsultoria.com.br

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *