Quem nunca pecou

Atire a primeira pedra aquele que nunca errou na gestão do seu motel

Uma coisa posso afirmar sem parecer pretensioso. De motel, eu entendo. Afinal, esse é meu negócio. Agora, com o tempo, aprendi muito também sobre os moteleiros, essa categoria de empreendedores da qual sou fã, de verdade.

Em tantos anos nessa estrada, vi de tudo, quem erra e aprende, quem erra e continua cometendo os mesmos erros (esse não perdoo), quem não para de errar nunca e assim segue evoluindo. Afinal de contas, é errando que se aprende. Por isso, é importante reconhecer que somos, sim, passíveis de cometer os maiores pecados no que diz respeito a como gerir nossos negócios.

A matéria de capa dessa edição, gentilmente escrita pelo Guilherme Sebastiany, é muito importante nesse sentido. Já que você sabe que peca, tente entender que tipo de pecador você é. Assim fica mais fácil parar de errar. Ou então pelo menos parar de cometer o mesmo crime. E seguir aprendendo. É como dizem por aí, quem perde a humildade deixa de aprender. Gosto muito dessa frase, pois reconhecer um erro é seguir na constante evolução. E como ninguém é perfeito, não há problema nenhum nisso. É isso aí gente, pecar não é pecado. O problema é achar que se é perfeito.

Um forte abraço e até a próxima edição!

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *