Segurança na cozinha

As atividades em cozinhas oferecem riscos diversos podendo ou não ser graves. Como é importante prevenir todo tipo de risco, seguem abaixo algumas situações e recomendações.

Riscos de queimaduras: As queimaduras são muito perigosas, provenientes de óleo quente ou água fervente que, quando em contato com equipamento quente, podem derramar ou salpicar causando lesões sérias. 

Recomendações: Utilize corretamente os equipamentos tais como fritadeiras para evitar as queimaduras. Ao manusear objetos quentes e em temperaturas extremas, faça uso das luvas de proteção de segurança.

Cortes e Equipamentos Perigosos: Em uma cozinha industrial o potencial de acidentes é enorme devido à presença de máquinas e equipamentos. Lesões e cortes nas mãos e dedos são frequentes devido ao grande uso de lâminas, facas, processadores e outros objetos pontiagudos e cortantes. 

Recomendações: Use luvas de malha de aço que são as mais indicadas para atividades de corte, luvas resistentes que cubram seus pulsos e que se encaixem perfeitamente. Participe dos treinamentos e campanhas de conscientização. 

Quedas: Outro potencial de acidentes muito comum na cozinha são as quedas e tropeções devido aos pisos escorregadios ou irregulares. Óleo e gordura usados em áreas de cozimento, fritura ou recipientes utilizados no transporte desses alimentos podem respingar ou serem derramados no chão causando graves acidentes. Água proveniente de pratos e pias de lavar louça também está entre os maiores causadores das quedas. 

Recomendações: Caso derrame óleo no chão, limpe imediatamente o local, verifique se as passagens estão livres de caixas e recipientes vazios. Mantenha a ordem e a organização no ambiente. Os pisos devem ter revestimentos antiderrapantes para evitar escorregões. Pisos irregulares representam risco de queda e tropeço, alerte seus colaboradores quanto ao perigo de tropeçar.

Todas as atividades e departamentos devem ser supervisionados a fim de garantir o bom andamento dos processos. Com a segurança não é diferente. Os gerentes, encarregados e supervisores devem receber treinamento para ter condições mínimas de inspecionar os locais de trabalho para certificação do cumprimento de normas, avaliação de desvios e necessidade de melhorias em prol da segurança dos funcionários.

Cleber Eduardo Sandins Serra

Engenheiro Ambiental Pós-graduado em segurança do trabalho da empresa Diler Assessoria e Consultoria em Medicina Ocupacional -.

Tel. 11.3262.0932

Site: www.dilermed.com.br

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *