Vendem-se e compram-se motéis

Nos dias de hoje, existem motéis à venda por vários motivos. Os mais frequentes são o desinteresse de herdeiros e sucessores, as desavenças familiares ou societárias. Há os casos de empresários que estão se dando bem em outras áreas e acham que tocar motel é coisa bruta demais. Por fim, há casos em que o moteleiro vende seu estabelecimento para comprar um motel maior em um ponto mais interessante, com mais chances de sucesso, mas isso é bem incomum.

De modo geral, compra-se outro sem vender o seu.De outra parte, há empresários ávidos por desafios, reformas, investimentos, com o objetivo de quadruplicar o faturamento. Isso, muitas vezes, é possível a depender do talento do adquirente e do conjunto de circunstâncias envolvendo a aquisição. Quanto ao valor do motel como negócio e sua forma de pagamento, depende de incontáveis fatores, tais como, mas não exclusivamente, localização, ponto, se somente o fundo de comércio, se a venda inclui o imóvel etc. Em caso de locação, quanto representa o valor do aluguel em relação ao faturamento? Qual o número de empregados? E por outra: quanto pesa a folha de pagamentos ante a receita bruta? Qual o risco de passivo trabalhista? Há uma nova modalidade que vem a ser o contrato de arrendamento, com percentual do faturamento a remunerar o proprietário do prédio.

Não são poucos os fatores a serem considerados na transição de um negócio em nosso segmento. A aferição do faturamento e seu período de prova, as garantias, tudo isso forma um conjunto de fatores de muita complexidade. De modo geral, esses negócios são conduzidos de forma sigilosa e é preciso se atentar para a segurança jurídica da transação. A análise da documentação, a redação dos contratos, a preparação de escrituras públicas, tudo deve ser feito de forma segura. Fechado o negócio, se atendidas as expectativas das partes, é só alegria.

Ultrapassadas essas questões formais, resta ao comprador buscar a realização de seu sonho e ao vendedor o mesmo, quem sabe em outro tipo de negócio. Tenacidade e sagacidade emanam de dentro para fora, nunca o contrário; são dons personalíssimos e raros em nossos dias. Difícil impor motivação a quem não tem interesse. O que se tem como certo é que há empresários que conseguem transmitir aos herdeiros a paixão pelo negócio e há os que não conseguem.

Percebe-se que, na prática, poucos empresários de outros ramos do comércio se arriscam na compra de motéis. De modo geral, fica tudo entre nós. E isso é positivo. Somos, de certa maneira, uma corporação.

 

José Antônio Tavares

Advogado da ABMotéis

www.antoniotavares.com.br

Tel: 11 96364-4577

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *